X

NOTÍCIA

Dois primeiros dias de SIEF trazem público de mais de 800 pessoas

Publicada em: 21/10/2016 | Assessoria de Comunicação FAHOR

A Economia e a Indústria do Futuro estiveram em destaque nesta semana na FAHOR. O tema norteou diversas palestras do 2º Seminário de Inovação e Empreendedorismo e 6ª Semana Internacional de Engenharia e Economia FAHOR, destinado a estudantes, lideranças, empreendedores e empresários de toda a região.

Na primeira noite do evento, "Indústria do Futuro – ferramentas de produtividade e automação em usinagem"; "Desafios da produção com demanda dinâmica"; "Estratégias para captação de recursos para inovação"; "Incubadoras Tecnológicas como estratégias de desenvolvimento regional"; "Cases de automação e equipamentos didáticos do Grupo Automatus".

Na palestra "As fábricas inteligentes do futuro", Alexandre Balestrin Côrrea, abordou sobre como as indústrias estão se preparando para as evoluções, afirmando que por meio da automação integrada, por exemplo, será possível utilizar o desenvolvimento de produtos e processos digitalizando tudo, para simular a fábrica e comandá-la. Côrrea afirmou que o futuro das fábricas está centrado na produção em massa customizada, ou seja, para cada mercado, deverá ser fabricado um produto diferente.

No dia 20, o SIEF trouxe mais 8 palestrantes que falaram sobre "Estudo de caso-prática de pesquisa em Engenharia"; "Estratégia, processos e tecnologia: o trinômio de gestão para superar crises"; "Soluções corporativas integradas: inovando para superar a crise"; "Tecnologias Romi para acelerar os processos de manufatura". O Contador e Consultor Marcelo Viegas, em sua palestra "Planejamento patrimonial, sucessório e tributário na atividade empresarial e rural", falou sobre o cenário econômico atual nas esferas federal, estadual e municipal, abordando sobre tributações e suas aplicações, projeções locais e mundiais de retorno ao crescimento, ajustes fiscais governamentais, planejamento e dinâmicas sucessórias tributárias, entre outros.

Já o mestre em Engenharia de Produção, Felipe Menezes, ao falar sobre "Indústria 4.0 - o futuro da Indústria", afirmou que a indústria do futuro está pautada em 3 aspectos fundamentais: novas tecnologias – "as tecnologias evoluem de forma exponencial, são cada vez mais digitais e se desenvolvem de forma combinatória"; novos "mindsets" – "as empresas precisam pensar de forma mais colaborativa, ou seja, co-criar com clientes e comunidade e criar modelos de negocio que facilitem o acesso e reduzam posse"; novas formas de se organizar – "o custo da informação caiu a zero em função da internet. As empresas estão caminhando para hierarquias mais enxutas e menos lineares, fazendo com seu crescimento seja exponencial".

Menezes, que é Mentor do Feevale Techpark e Co-fundador da Startup tks!, explicou: "A indústria 4.0 tem 2 movimentos: as grandes empresas investindo em sistemas ciber-físicos com alta tecnologia e as pequenas se reinventando em modelos de negócios que usufruem das tecnologias digitais".

Ainda, Davi Escobar, Advogado, Especialista em Direito Empresarial e Gestão de Negócios, tratou sobre "Inovação na Prática", através das tecnologias e patentes, confrontando o ensino e produção científica com a sua aplicação no mundo empresarial.

Os eventos são organizados pela FAHOR, Administração Municipal de Horizontina, ACIAP de Horizontina e Diretório Acadêmico da FAHOR. Tem o patrocínio do Sicredi e da Tecnicon. Tem como apoiadores as Administrações Municipais de Doutor Maurício Cardoso, Boa Vista do Buricá, Nova Candelária, Tucunduva e Crissiumal. Apoiam o evento também as Associações Comerciais de Doutor Maurício Cardoso, Boa Vista do Buricá e Crissiumal, assim como as empresas: Start-se; SAE Brasil; Grupo Vallious; 4C; Viegas Auditores e Consultores; Indústrias ROMI; Alexandreti, Comunelo e Rohden Advocacia Corporativa; e OKUMA.

Busca

Newsletter

Aniversários