X

NOTÍCIA

Simpósio: Segurança no Trabalho em altura e em espaços confinados foram temas da segunda noite

Publicada em: 09/05/2017 | Assessoria de Comunicação FAHOR

A FAHOR, como instituição na busca da excelência educacional e tecnológica, investe na promoção de eventos de formação continuada e aperfeiçoamento profissional. Entende que é importante fornecer à comunidade, tanto acadêmica quanto empresarial, espaços de formação e atualização que viabilizem a reflexão sobre temáticas atuais, interligadas às necessidades locais e regionais sob o alicerce da qualificação profissional.

Nesse sentido é que ocorre o II Simpósio de Segurança do Trabalho, no Auditório do CFJL/FAHOR, nas noites de 3, 4 e 5 de maio de 2017. Na segunda noite, dia 4 de maio, o tema abordado pelos palestrantes, foram relacionados às normas regulamentadoras 33 e 35.

O espeleologista e diretor técnico do Centro de Treinamento Estadual Resgate Médico, Fábio Bortolotti, trouxe informações a respeito da aplicação da NR 35, no que diz respeito ao uso correto dos equipamentos de segurança, pelas empresas e trabalhadores que trabalham em altura.

Bortolotti destacou os fatores de risco para quedas, síndrome da suspensão inerte bem como as responsabilidades das empresas e trabalhadores no cumprimento das normas e, mais ainda, da equipe que elabora os projetos de segurança, já que se trata do cuidado da vida dos trabalhadores. “Mesmo no sistema de segurança, se os equipamentos não estiverem sendo utilizados adequadamente, podem ocorrer lesões durante um evento (acidente) queda, como os tirantes e talabartes, que podem ocasionar sérios danos, desde lesões na cervical, nas costelas, pulmões, etc”, destacou Bortolotti.

O engenheiro de Segurança do Trabalho da ASEG Engenharia, Elton Michelotti, relatou casos de aplicação da Norma Regulamentadora 33, que orienta o trabalho em espaços confinados, explicando conceitos e aplicações da norma relacionando com sua experiência.

Em virtude da área agrícola bem desenvolvida na região, os principais acidentes nesta área ocorrem por engolfamento em espaços confinados. Ele destacou entretanto, a exigência de que em cada empresa, tenha treinada e capacitada uma equipe para resgate, tendo em vista a urgência de atender algum acidente deste tipo.

Busca

Newsletter

Aniversários