X

NOTÍCIA

Estudantes debatem aspectos do uso incorreto da água

Publicada em: 22/03/2018 | Assessoria de Comunicação FAHOR

Você já parou para analisar a forma com que utiliza a água no seu dia a dia, seja em casa ou no trabalho? A mesma água que você ingere é a mesma que você joga no ralo da pia, na lavagem de calçadas, do seu carro e para molhar as plantas? De onde vem a água utilizada na indústria, na agricultura, na irrigação?

São informações simples, que muitas vezes as pessoas não param para refletir do quanto isso é importante e do quanto a água impacta a vida no planeta. Mas, basta ficar um dia sem água na torneira para que a rotina mude e que a reflexão e importância deste bem vital, apareçam.

E como neste dia 22 de março é lembrado o Dia Mundial da Água, o engenheiro químico e professor Samuel Marczewski Gonçalves provocou seus estudantes de Química Geral, no Curso de Engenharia Ambiental, para que refletissem sobre o uso da água e quais os aspectos negativos das maneiras que ela é utilizada atualmente.

A atividade foi feita a partir de um brainstorming, ou seja, uma tempestade de ideias, de usos da água que podem ser melhorados a fim de colaborar com a sustentabilidade e com a preservação deste bem. “Para muitas pessoas, usar a água é um hábito e já não se pensa mais no seu correto aproveitamento. Por isso essa tempestade de ideias a fim de buscar soluções e aplicar novas tecnologias para melhorar o uso e tê-la por mais tempo”, comentou o professor Samuel.

Entre as 40 formas problemáticas de uso da água, destacam-se as seguintes: Contaminação de mananciais (lixo, esgoto, agrotóxicos); Chorume em aterros sanitários; Reutilização da água; Desperdício no uso doméstico da água; poucas políticas de saneamento básico; Tratamento de águas residuais por parte de empresas; Seca na agricultura; processos de dessalinização; Desmatamento de matas ciliares; Infraestrutura de abastecimento da rede pública (vazamentos, somente água clorada); Separação do esgoto; Tecnologias de tratamento da água; Irrigação clandestina; Fiscalização do uso industrial da água; Crise hídrica urbana; Uso de água potável para fins menos nobres...

A turma segue desafiada a apresentar as soluções para estes apontamentos, como forma de atuação profissional do engenheiro ambiental, com a colaboração de propostas, conhecimento e experiências nesta área.

Busca

Newsletter

Aniversários