X

NOTÍCIA

“As mulheres na Engenharia fazem a diferença”, afirma a primeira Engenheira formada pela FAHOR

Publicada em: 01/06/2018 | Assessoria de Comunicação FAHOR

Há quase 17 anos, quando surgia a primeira turma de Engenharia Mecânica da Faculdade Horizontina, em meio a um cenário de novas expectativas e busca de conhecimento, estava Sandra Almeida, a primeira Engenheira formada pela FAHOR. A formatura aconteceu em 2006 e Sandra era a única mulher da turma. Hoje, este público é maior, aproximadamente 23% dos estudantes são do gênero feminino.

Atualmente Sandra ocupa um cargo de destaque na John Deere, na área de desenvolvimento de novos produtos, na função de Cost Engineer. Entre as suas principais atribuições está o controle de custo dos projetos, desenvolvimento e implantação, identificando as melhores alternativas dos novos itens, como: materiais, design, processos de fabricação, custo e tecnologia.

Sandra iniciou seu projeto de vida ainda na graduação, com um estágio na área de compras da John Deere e, como espera todo estagiário, foi efetivada após o período de dois anos. “O curso de Engenharia Mecânica foi muito importante para minha trajetória profissional, a qualidade do ensino foi fundamental para ter sucesso na carreira”, relata a egressa.

Em relação à presença feminina na Engenharia, Sandra destaca que não percebe este mercado como predominante masculino. Entretanto, para que as pessoas entendessem sua preferência pela Engenharia Mecânica foi um longo caminho, construído aos poucos. “Foi um longo caminho, mas com dedicação e determinação consegui construir minha carreira profissional nesta área. As mulheres na Engenharia fazem a diferença, estabelecem um padrão ‘feminino’, mais suave. Por terem visões diferenciadas e mais detalhistas, são capazes de solucionar problemas de toda ordem, contribuindo para o seu desenvolvimento nessa profissão” afirma Sandra.

Sandra também marcou a história da FAHOR e afirma ter realizado um sonho com a graduação em Engenharia Mecânica. “Além de ser aluna da primeira turma a se formar na FAHOR, eu fui a primeira mulher. Foi gratificante! Todo aquele tempo e dedicação nos estudos, eu sabia que um dia iria colher frutos positivos. Hoje eu tenho certeza que fiz a escolha certa cursando Engenharia Mecânica e gosto muito de atuar nesta área”, comenta.

A egressa afirma com convicção que são necessárias determinação e força de vontade para alcançar os objetivos de vida. “Hoje em dia, com um cenário cada vez mais competitivo e dinâmico, as empresas exigem mais capacitação dos profissionais, e algumas habilidades que fazem a diferença na busca incessante pelos bons resultados. Todo o esforço e dedicação para finalizar a graduação valem a pena no futuro”, afirma Sandra.