X

PUBLICAÇÃO

Mensagem de Natal da Federação Luterana Mundial

Publicada em: 18/12/2015 | Pastoral Universitária FAHOR

Estimada comunidade acadêmica e escolar,

Compartilho o texto recebido de um amigo, Bispo e Presidente da Federação Luterana Mundial, Dr. Munib A. Younan. A tradução foi realizada do inglês para o português. Devido ao breve tempo para fazer as adaptações, algumas frases adquirem termos diferenciados, mas não limitam a compreensão. Desejo uma leitura produtiva assim como um período de Natal abençoado.

Graça e Paz,
P. Me Sidnei Budke

Mensagem de Natal da Federação Luterana Mundial

A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo estejam com todos e todas!

Envio saudações a cada um de vocês ao redor do mundo a partir de Jerusalém, a cidade do ministério de Jesus, sua morte e ressurreição. Quando nos aproximamos do Natal, muitas pessoas despertam uma consciência maior de que o nosso mundo apresenta riscos e não é tão seguro. A realidade da violência e turbulência presentes no Oriente Médio, manifestou-se em outras regiões do planeta.

Como a família de Jesus uma vez procurou a Belém, eu pergunto: "existe um lugar no mundo para a paz baseada na justiça? Existe um lugar na estalagem?" A bela imagem do cartão da Federação Luterana Mundial (LWF) para o Natal deste ano, remete a minha menta à Maria.

A história do Natal começa com César Augusto decretando um recenseamento. Mas a mulher nesta imagem não possui um lugar para se cadastrar. Ela foi forçada a deixar sua casa. Ela é uma refugiada que foi empurrada por sua fé, pela violência, porque ela é diferente. Uma pessoa que já não poderia encontrar um lugar no seu país de origem. Mas, acima de tudo, vemos nela, a imagem de Maria, uma mãe amorosa que encontrou um estábulo, um lugar de calor e segurança para seu filho.

Quando eu vejo os rostos dos refugiados- eu vejo o rosto de Jesus em cada um deles! Eu posso ouvir os anjos proclamando as "boas novas aos pobres e que o mundo precisa de um príncipe da Paz". Tal imagem é muito familiar para mim. Uma imagem que vai para o meu coração, porque apesar de ser um Bispo, eu também sou um refugiado.

Minha família foi forçada a fugir Beer Sheva em 1948. E se não houvesse uma Igreja para me acolher através do fornecimento de alimentos, educação e espiritualidade evangélica, eu não seria quem eu sou hoje. É possível ver nos diferentes refugiados os rostos de Jesus e da Sagrada Família.

O apelo aos refugiados visa fornecer o bem-estar, capacitá-los para a justiça, fortalecê-los através da educação, recebê-los em nossos países, ajudá-los voltar para sua terra natal sob uma ordem política unida, democrática, respeitando os direitos humanos, a justiça de gênero e a liberdade de expressão religiosa.

Se não fizermos essas coisas, vamos viver a experiência de Mateus 25. Jesus diz que se encontra com fome igual a tantos refugiados, questionando: "quando você me acolheu e me deu alimento?" Mesmo quando percebemos que nossos líderes políticos e estruturas sociais não possuem uma solução para a crise dos refugiados, reconhecemos que o chamado vocacional da Igreja e suas instituições é sempre o de SERVIR, principalmente, os mais vulneráveis à encontrar um lugar seguro, "uma estalagem", uma vida digna.

A mensagem de Natal, desafia-nos a buscar a justiça e trazer esperança aos que não possuem mais nenhuma esperança. Cabe a nós, ajudar esta mulher da imagem para se reunir com os outros, com a sua própria família. Se não respondermos ao chamado de SERVIR, vamos simplesmente ver "Herodes" forçá-la a mais um lugar? Nossa esperança neste Natal é no Príncipe da Paz, em quem Deus é glorificado.

Através do Espírito Santo, nos é dada autoridade para usar nossas mentes e corpos para trazer a paz entre os povos, para trazer cura e plenitude aos refugiados, de proclamar o amor salvífico de Deus a todos. Com estas palavras, eu oro para que todos experimentem os propósitos do Natal, de uma verdadeira inspiração para trabalhar para a paz, não somente a paz para nós mesmos, mas para outras pessoas que não têm paz.

Peço que orem pelo dom da justiça em nosso mundo, em especial, nos lugares onde ela se encontra ausente. Existe aí um lugar para a paz baseada na justiça e na reconciliação?

Merry Christmas!
Frohe Weihnachten!
Joyeux Noël!
Feliz Navidad!
God Jul!
Siunattua Joulua!
Kol AAm Wa Antum Bikhair!
Feliz Natal!

 

Deus abençoe a todos vocês!
Bispo, Dr. Munib A. Younan
Presidente da Federação Luterana Mundial
https://www.lutheranworld.org/


Busca

Newsletter

Aniversários